#ProjetoDeVida2017 #ProjetandoJulho #QualidadeDeSúditosDoReino

Amados irmãos e amigos, 
Que a paz esteja convosco!

Deus tem uma Palavra poderosa para o nosso coração neste domingo, que servirá de guia para o nosso mês de Julho. Gostaria de meditar com os amados na Palavra do Senhor que se encontra em Mateus 7.24-27: "Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelha-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha e desceu a chuva, e correram os rios, e assopraram os ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. E aquele que ouve estas minhas palavras e as não cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. E desceu a chuva, e correram os rios, e assopraram os ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda". (Mateus 7.24-27). 



Pode parecer meio clichê esta ministração, talvez você mesmo já ouvi este texto diversas vezes, mas pode ser que você nunca o compreendeu ou teve a oportunidade de parar e refletir sobre o significado e a profundidade deste ensinamento tão precioso que Jesus está trazendo para nós através desta simples ilustração. 

Preliminarmente, precisamos compreender a analogia feita por Jesus. Primeiramente o Senhor inicia comentando sobre duas"casas". Acredito, que o próprio texto deixa bem claro e bem estabelecido de que as casas em questão simbolizam a nossa vida cristã em diversos aspectos: espiritual, material, familiar, profissional, sentimental, etc; e, como nós reagimos diante das contradições e das situações adversas que nos submetem.

Ambas as casas são expostas à incidentes naturais, portanto involuntários, algumas vezes desastrosos e que podem levá-las rapidamente às ruínas. Porém há dois projetos de edificações distintos no que se refere estas casa e ambos os projetos interferirão no destino da casa, uma vez expostas aos incidentes descritos. 

A Palavra "Edificar" no dicionário de Língua Portuguesa traduz-se por "erguer ou levantar uma construção de acordo com uma estrutura pré-estabelecida e com o auxílio de materiais necessários". Ou seja, as casas foram construídas em torno de duas estruturas pré-estabelecidas: a areia e a rocha. Estes são os alicerces que dão firmeza à construção destas casas. 

Não é difícil presumir que a casa construída sob a areia cedo ou tarde ruiria, uma vez de que ela não possuía a estrutura material, o alicerce, a firmeza e a segurança de enfrentar os ventos, os rios e as tempestades que ela enfrentaria. Já, a casa alicerçada na rocha, em que cujo material é sólido, enfrentaria tais adversidades sem o menor dano em sua estrutura. 
Pois bem, quando Jesus traz esta comparação à vivência cristã, Ele está ilustrando que existem dois tipos de cristãos: Aqueles que estão construindo sua vida espiritual, ministerial, sentimental, familiar, profissional, seus sonhos; em, alicerces seguros, firmes, bem-estruturados. E Jesus ilustra, também, aqueles que estão construindo suas jornadas sob alicerces que não possuem nenhuma base sólida; aparentemente estão ilusoriamente seguros, mas na primeira adversidade se destruirá.

É muito sério o que o Senhor está tratando aos nossos corações no dia de hoje! Qual é o seu alicerce? Em que você está firmado? Qual é a sua base? Sua base é profunda? Tem raízes? É um alicerce bem construído? Ou você está "consolidado" em cima de algo superficial, que não possui uma base profunda e que a qualquer momento pode desmoronar?

Existem pessoas que constroem a sua vida em torno dos bens materiais, trabalham loucamente para acumular riquezas; uma vida edificada em alicerces errados, pois quando vier a crise elas irão se frustar e vão negar a Deus. Existem pessoas que constroem a sua vida em torno de costumes, de vestuários; uma vida edificada em alicerces errados, pois vivem apenas de aparência quando Deus valoriza o que está no interior. Existem pessoas que constroem a sua vida em torno de líderes; uma vida edificada em alicerces errados, pois o homem é falho e está sujeito a errar. Existem pessoas que constroem a sua vida em torno da família; alicerces errados, pois eles farão suas escolhas e você pode não estar incluído nela. 

Existem pessoas que correm de igreja em igreja procurando oportunidades; alicerces errados, pois cedo ou tarde elas serão vítimas de sua própria vaidade. Existem pessoas que constroem suas vidas em torno de projetos; alicerces errados, pois estes projetos podem se frustrar e você ser abalado por conta disso. 

Quantas e quantas pessoas se enquadram nestas situações acima. A consequência, é o que vemos hoje: pessoas frustradas e infelizes dentro das igrejas, pessoas desgostosas da vida, pessoas religiosas, pessoas frias espiritualmente. Muitas pessoas abandonam a Deus e vão embora das igrejas, muitas pessoas abandonam sua fé; pois elas não estavam edificadas, solidificadas e fundamentadas nos alicerces corretos. Muitas pessoas, no meio da caminhada, esfriam, desanimam e desistem da fé porque o mundo as venceu.

A nossa vivência com Deus deve ser construída sobre estruturas sólidas, sobre bases consistentes. Nossa vida cristã deve estar bem alicerçada e bem fundamentada; mas, para isso, é necessário que intimidade diária com Deus, é necessária comunhão, é necessária a prática diária da Palavra de Deus, é necessária uma vida de louvor, adoração, oração e testemunho. Assim, dia-a-dia, se constrói uma "casa", uma vida, em alicerces firmes, que suportarão ventos, tempestades, rios e ataques do mal. 

Há quanto tempo você deixou de buscar a Palavra? Há quanto tempo você deixou de jejuar e orar? Há quanto tempo você deixou de buscar a face de Deus? Qual é sua rotina com Deus? Quantas horas por dia (e eu não estou falando dos cultos da igreja) você investe em conhecer e prosseguir em conhecer a Deus? Quantas horas por dia você investe em oração e estudo da Palavra? Quantas dias da semana você investe em ir à casa de Deus só para adorá-Lo? Tudo isso, faz parte da edificação! Tudo isso faz parte da consolidação! Tudo isso te ajudará a ter uma vida cristã sólida, firme e bem-estruturada! Tudo isso te ajudará a alcançar uma fé inabalável!

Será que você não tem passado mais tempo na frente da TV e das Redes Sociais e menos tempo na presença de Deus? Como você está construindo sua vida cristã? Qual é o seu alicerce? Reflita nesta Palavra ao longo deste mês!

Abraços Fraternais.

Fique por dentro