quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Armaduras espirituais: A Couraça da Justiça

Irmãos e amigos,
Paz esteja convosco!

Estamos reunidos nesta quarta-feira especial que o Senhor nos concedeu, para darmos continuidade à sequência de estudos sobre as armaduras espirituais. Na semana passada aprendemos o quanto é importante basearmos as nossas vidas na verdade, para podermos viver verdadeiramente respaldados por Deus.

Na Palavra Doutrinária desta semana, vamos falar de uma outra parte da armadura, igualmente muito importante para nos protegermos em meio às nossas batalhas e em meio aos ataques. Veja o que diz o texto: “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estais, pois, firmes, tendo cingido os vossos lombos com o cinturão da verdade, vestindo a COURAÇA DA JUSTIÇA...Efésios 6.13-14.


O nosso irmão, o Apóstolo Paulo, nos orienta a nos vestirmos com a couraça da justiça.  A Couraça se constituía de duas peças: uma frontal, que cobria o tórax; outra posterior, que cobria as costas. Esta peça protegia órgãos vitais do corpo. Ela era formada por uma mistura de ferro, revestido com couro. 

Meus irmãos, quando Paulo nos orienta a vestirmos a couraça da justiça, ele estava nos ensinando a vivermos de maneira justa, maneira reta, da maneira que agrada ao Senhor. Paulo tinha em mente também nos ensinar a vivermos em busca da justificação.

Viver em justiça, significa viver de uma maneira correta, sempre amando e servindo a Deus e aos nossos irmãos em tudo. A verdadeira justiça, meus irmãos, vem de Cristo, pois Ele era o único justo entre os homens.

Se nós não recebermos a Cristo em nossas vidas, acima de qualquer pessoa, acima de qualquer coisa, acima de placas de igreja e acima de religiões; jamais seremos considerados justos diante de Deus. A justificação vem de Cristo e é um processo que devemos desejar e pedir diariamente. 

Precisamos buscar vivermos essa justiça que vem de Deus e não dos homens! Precisamos praticar a justiça, ou seja, vivermos de uma maneira que exalte o nome de Deus diante do nosso próximo. A Palavra do Senhor nos ensina em 2 Coríntios 5.21 que "Aquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus". 

Por isso o nosso ministério se chama Frutos de Justiça, porque nós buscamos dignificar a Deus com as nossas atitudes e com as nossas palavras. Procuramos viver de uma maneira íntegra e honrada, sem lesar o nosso próximo e sem passar por cima do direito de ninguém, sempre procurando primeiramente privilegiar o outro à nós mesmos. 

Essa é a forma como o Senhor deseja que nós venhamos a viver! Não confiarmos na nossa própria justiça, mas buscarmos a justiça de Deus que vem através de Cristo, por meio de seu sacrifício na cruz. Essa será, verdadeiramente, a couraça que irá blindar o nosso coração e as nossas costas contra os ataques ardilosos do inimigo. Blindará o nosso coração contra o pecado e contra as acusações de Satanás. 

Que você possa receber esta Palavra com alegria e buscar sempre essa justiça. Na próxima semana aprenderemos um pouquinho sobre as sandálias do Evangelho da paz. Fique conosco, continue este estudo que só irá abençoar a sua vida. 


Que Deus abençoe a cada um dos amados irmãos e conceda muita paz e muitas bênçãos.Irmãos e amigos,
Paz esteja convosco!

Estamos reunidos nesta quarta-feira especial que o Senhor nos concedeu, para darmos continuidade à sequência de estudos sobre as armaduras espirituais. Na semana passada aprendemos o quanto é importante basearmos as nossas vidas na verdade, para podermos viver verdadeiramente respaldados por Deus.

Na Palavra Doutrinária desta semana, vamos falar de uma outra parte da armadura, igualmente muito importante para nos protegermos em meio às nossas batalhas e em meio aos ataques. Veja o que diz o texto: “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estais, pois, firmes, tendo cingido os vossos lombos com o cinturão da verdade, vestindo a COURAÇA DA JUSTIÇA...Efésios 6.13-14.


O nosso irmão, o Apóstolo Paulo, nos orienta a nos vestirmos com a couraça da justiça.  A Couraça se constituía de duas peças: uma frontal, que cobria o tórax; outra posterior, que cobria as costas. Esta peça protegia órgãos vitais do corpo. Ela era formada por uma mistura de ferro, revestido com couro. 

Meus irmãos, quando Paulo nos orienta a vestirmos a couraça da justiça, ele estava nos ensinando a vivermos de maneira justa, maneira reta, da maneira que agrada ao Senhor. Paulo tinha em mente também nos ensinar a vivermos em busca da justificação.

Viver em justiça, significa viver de uma maneira correta, sempre amando e servindo a Deus e aos nossos irmãos em tudo. A verdadeira justiça, meus irmãos, vem de Cristo, pois Ele era o único justo entre os homens.

Se nós não recebermos a Cristo em nossas vidas, acima de qualquer pessoa, acima de qualquer coisa, acima de placas de igreja e acima de religiões; jamais seremos considerados justos diante de Deus. A justificação vem de Cristo e é um processo que devemos desejar e pedir diariamente. 

Precisamos buscar vivermos essa justiça que vem de Deus e não dos homens! Precisamos praticar a justiça, ou seja, vivermos de uma maneira que exalte o nome de Deus diante do nosso próximo. A Palavra do Senhor nos ensina em 2 Coríntios 5.21 que "Aquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus". 

Por isso o nosso ministério se chama Frutos de Justiça, porque nós buscamos dignificar a Deus com as nossas atitudes e com as nossas palavras. Procuramos viver de uma maneira íntegra e honrada, sem lesar o nosso próximo e sem passar por cima do direito de ninguém, sempre procurando primeiramente privilegiar o outro à nós mesmos. 

Essa é a forma como o Senhor deseja que nós venhamos a viver! Não confiarmos na nossa própria justiça, mas buscarmos a justiça de Deus que vem através de Cristo, por meio de seu sacrifício na cruz. Essa será, verdadeiramente, a couraça que irá blindar o nosso coração e as nossas costas contra os ataques ardilosos do inimigo. Blindará o nosso coração contra o pecado e contra as acusações de Satanás. 

Que você possa receber esta Palavra com alegria e buscar sempre essa justiça. Na próxima semana aprenderemos um pouquinho sobre as sandálias do Evangelho da paz. Fique conosco, continue este estudo que só irá abençoar a sua vida. 

Que Deus abençoe a cada um dos amados irmãos e conceda muita paz e muitas bênçãos.

O Fogo, a Água e a Oportunidade

Os três se encontraram, a oportunidade perguntou: -De onde vocês são?  E o fogo respondeu: -Eu estou nas guerras, nos vulcões,  ...