domingo, 21 de fevereiro de 2016

Características de uma vida santa


Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo”. 1 Pedro 1.15-16

A vida de qualquer ser humano é pautada por regras, leis, normas e preceitos. Da mesma forma, existem também regras bíblicas com a finalidade do cristão expressar uma vida de santidade.

O apóstolo Paulo, em uma das ocasiões em que esteve preso, tomou conhecimento dos problemas que afetavam os irmãos da igreja de Colosso e, mesmo naquela situação, preocupou-se com eles. Por isso, escreveu-lhes uma carta de admoestação, de advertência.

Os cristãos estavam confusos, dando ouvidos a falsas doutrinas: E digo isto, para que ninguém vos engane com palavras persuasivas. Porque, ainda que esteja ausente quanto ao corpo, contudo, em espírito estou convosco, regozijando-me e vendo a vossa ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo. Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele, arraigados e edificados nele, e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, nela abundando em ação de graças. Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo; ninguém vos domine a seu bel-prazer com pretexto de humildade e culto dos anjos, envolvendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão” (Colossenses 2.4-8 e 18.)

Nesta carta, Paulo também estabelece regras para uma vida cristã sadia:

- Deixar o pecado
- Ser amável
- Ser compassivo
- Ser humilde
- Ser manso
- Ser perdoador
- Ser longânimo

E, acima de tudo, revestir-se do amor: o principal norteador da vida cristã. “E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição”. Colossenses 3.14.

Santo é aquele que pertence a Deus e dedica-se ao Seu serviço. Está escrito: “De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, e preparado para toda a boa obra”. 2 Timóteo 2.21.

A santificação significa lavar-se através da Palavra e purificar-se espiritualmente. Na antiguidade, Deus exigia que os levitas tivessem o cuidado de limpar todos os objetos consagrados e os sacerdotes também eram purificados para o serviço.

Tanto a santidade, bem como santificação não quer dizer apenas parar de viver no pecado, mas iniciar uma nova vida de trabalho para Deus: “assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação”. Romanos 6.19 (b).

A santificação é progressiva, é crescente do cristão. É o seu viver diário, é o seu lidar com as pessoas, é suas atitudes!


É o próprio Deus, através do Espírito Santo, quem opera no cristão para ele se conduzir com santidade: “E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”. 1 Tessalonicenses 5.23.

Não desista

Elisama Figueiredo