domingo, 17 de janeiro de 2016

Que a bênção de Abraão esteja sobre a sua vida


Eu gosto de ministrar sobre Abraão iniciando pelo seu fim. Pode parecer até estranho ouvir alguém dizer que vai começar pelo final... A nossa vida é como um livro que está sendo escrito! As pessoas que escrevem livros de ficção geralmente planejam o final de suas histórias antes mesmo de começarem a escrever.

Portanto, vamos mediar na Palavra do Senhor em Gênesis 25.18: "E Abraão expirou, morrendo em boa velhice, velho e farto de dias". 



Outros autores iniciam suas obras antes de pensar em um final, mas o fato é que na medida em que o livro vai sendo escrito, suas primeiras páginas e seu enredo determina como será o final. Em nossa vida não é diferente! O livro está sendo escrito e nossas escolhas (o enredo do livro) irá determinar definitivamente o desfecho desta história. E hoje, temos o poder de decidir entre duas opções: continuar escrevendo o livro segundo a nossa intuição e segundo o enredo que queremos dar para esta história. A segunda opção é renunciar a autoria deste livro e deixar que o próprio Senhor Jesus escreva esta história.

Com a vida de Abraão não foi diferente. Um dia, ele teve que decidir em ser o autor do livro ou deixar Deus ser. E suas escolhas, remeteu esta história a um final surpreendente: “E Abraão expirou, morrendo em boa velhice, velho e farto de diasGênesis 25.18. Eu quis entender o que significa, de verdade, o significado deste versículo. Porque muitos de nós, vivemos em uma falsa ilusão. Até vamos à igreja, cantamos, pregamos, tocamos o nosso instrumento, mas de fato será que somos plenamente realizados e felizes?

É tão comum, vermos na igreja pessoas frustradas e infelizes... Pessoas com um ministério infeliz, infrutífero, pessoas que “nadam e morrem na praia”. Pessoas incapazes de perceber a grandeza do Reino de Deus da qual fazem parte por serem adotados por Ele como realidade da Nova Criação. E eu tentei entender porque isso acontece, e o Senhor mostrou claramente a resposta, ao longo desta ministração.

Se nós traduzirmos o versículo acima poderíamos expressá-lo assim: “Abraão morreu feliz, realizado, abençoado”. E por quê? A resposta é muito simples, Abraão priorizou a autoria de Deus em seu livro. Abraão permitiu que o Senhor dirigisse a sua vida. Vamos analisar, a partir daqui uns fatores interessantes na vida de Abraão:

Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra. Assim partiu Abrão como o SENHOR LHE TINHA DITO”._(Gênesis 12.1-4)

É interessante observarmos que o relacionamento de Abraão com Deus inicia-se a partir desta passagem. Deus estabelece uma aliança com Abraão a partir de uma ordem e podemos observar claramente no inicio do verso 4 que Abraão sem titubear cumpriu com a ordem que lhe fora dada. Todas as bênçãos que alcançaram a vida de Abraão foram reflexos da obediência dele com tudo o que o Senhor lhe ordenara, obediência esta que foi fruto da relação de confiança que Abraão tinha com Deus.

Esta é a primeira chave para conquistar todas as bênçãos liberadas por Deus sobre a vida de Abraão: OBEDIÊNCIA. A Palavra diz que Abraão partiu conforme o Senhor  havia lhe dito.

Foi baseado neste relacionamento de obediência que Abraão anos mais tarde ofereceu Isaque em sacrifício a Deus conforme a voz do Senhor lhe ordenou. E é interessante observar que através deste novo ato de obediência, o Senhor libera outra palavra sobre a vida de Abraão, reafirmando a benção anterior que havia sido liberada:

Por mim mesmo jurei, diz o SENHOR: Porquanto fizeste esta ação, e não me negaste o teu filho, o teu único filho, que deveras te abençoarei, e grandissimamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus, e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos; e em tua descendência serão benditas todas as nações da terra; porquanto obedeceste à minha voz”. _(Gênesis 22.16-18)

Analisando as Palavras do Senhor no texto acima, podemos compreender que mediante a obediência de Abraão na entrega de Isaque, o Senhor lhe concedeu que CONQUISTASSE as seguintes bênçãos:

1. Crescimento.
2. Domínio e Posse.
3. Felicidade e abundância.

Relacione-se com Deus e receba de Deus as bênçãos liberadas sobre a vida de  Abraão.

Que Deus te abençoe.
Uma ótima semana.

Não desista

Elisama Figueiredo