quinta-feira, 2 de julho de 2015

Dia 02 - Volte o seu coração a Deus


"Ó comunidade de Israel, será que não posso eu agir com vocês como fez o oleiro? Pergunta o Senhor. Como barro nas mãos do oleiro, assim são vocês nas minhas mãos, ó comunidade de Israel. Se em algum momento eu decretar que uma nação ou um reino seja arrancado, despedaçado e arruinado, e se essa nação que eu adverti converter-se da sua perversidade, então eu me arrependerei e não trarei sobre ela a desgraça que eu tinha planejado. E, se noutra ocasião eu decretar que uma nação ou um reino seja edificado e plantado, e se ele fizer o que eu reprovo e não me obedecer, então me arrependerei do bem que eu pretendia fazer em favor dele. Agora, portanto, diga ao povo de Judá e aos habitantes de Jerusalém: Assim diz o Senhor: Estou preparando uma desgraça e fazendo um plano contra vocês. Por isso, converta-se cada um de seu mau procedimento e corrija a sua conduta e as suas ações”. Jeremias 18.6-11

O Senhor, é um oleiro que quer fazer de nós vaso de honra e não quer ver em nós vasos de desonra. Ele nos alerta a ser vaso bom e digno de chamado de filho, dando o bom testemunho onde todos possam olhar e ver a nossa diferença, ou seja, um tipo de cristão que não é crente apenas mas faz toda a diferença e se permite ser moldado à característica do Pai celestial.

Ser vaso, significa deixar Deus tirar as informalidades que causamos com o nosso jeito de querer ajudar Deus, em não nos permitir ficar sem uma bebida no final de semana, sem um cigarro para acalmar os nervos, sem falar do meu próximo quando não está presente, sem fazer a vontade da minha carne, sem ter dignidade de perceber que todos que estão de olho em nós acabam não indo à casa do Pai por meu testemunho.

Como levar alguém a querer Deus se meu testemunho não está de acordo com aquilo que digo que creio? Quantos não se permitem ser trabalhados e com isso acham que está tudo certo? Quantos não deixaram de crer por serem tão feridos com um olhar indiferente que lhe dão, com palavras que entristecem o seu coração, com abraço frio que dói a espinha? Quantos estão feridos na alma e tem dificuldade de perdoar pois sua mente vai sempre lembrar o seu coração do que te fizeram?

O versículo 8 diz que se nos convertermos realmente a Deus, Ele olhará e nos perdoará e não virá sobre nós o mal que Ele havia pensado em fazer.

Há esperança para o que nEle crer e voltar seu coração convertendo seus caminhos. Assim como as dez virgens, onde cinco aguardaram ansiosas e em quanto isso cinco perderam sua chance de entrar no reino e ver o seu noivo.

O inimigo é quem te acusa e faz de tudo para te oprimir, mas Deus te deu o certificado de liberdade, meu irmão (a), corra para os braços do Pai!

Um lembrete: Olhe como se você estivesse em um barquinho no meio do mar, não tendo ninguém ao seu derredor além de você e seus atos de sobrevivência. Assim sendo, devido ao peso o barco começa a afundar e Deus fala ao seu coração lança fora o peso extra para que você possa sobreviver. E, então, você se põe a pensar...

Chegou a hora da decisão! Em prantos, você começa a lançar fora o desespero, dor, aflição, tristeza, angustia, infidelidade, doença, o abraço que você não recebeu, o descaso do próximo, a dor da alma, etc. Você irá perceber que o barco está mais leve, a correnteza te levará para a praia, ali você verá como o oleiro trabalha e você estará sarado (a) dos males que te aprisionavam.


Deus tem o melhor para você, não desista pois Ele não desiste de você, meu irmão minha irmã.

Testemunho