domingo, 28 de junho de 2015

A síndrome dos gafanhotos

"Também vimos ali gigantes, filhos de Enaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos" Números 13.33


É triste hoje, queridos, vermos como tantos cristãos vivem dominados pelo complexo de inferioridade, pelo medo, pela amargura, se sentindo desvalorizadas. Estes olham para dentro de si e enxergam-se com uma visão distorcida. Pessoas semelhantes aos dez espias de Israel, enviados por Moisés à Canaã.

Os doze espias eram pessoas diferenciadas, príncipes, líderes, homens experientes. Eu, particularmente, não acredito que Moisés escolheria o primeiro "zé mané" que tivesse passando por ali naquele momento. Ao contrário, foram homens criteriosamente selecionados. Escolhidos a dedo.

Moisés os enviou para para conhecerem a terra prometida e depois, com conhecimento de causa, com relatos vivos, incentivarem o povo a lutar para conquistá-la. Os doze homens foram para a sua missão, passaram lá quarenta dias e ficaram deslumbrados com a exuberância da terra que manava leite e mel. Era exatamente tudo o que Deus havia prometido. Voltaram da jornada com os mais excelentes frutos da Terra e qual foi o relato que dez dos doses espias deram a Moisés? "- Olha Moisés, a terra é boa, realmente a terra mana leite e mel, a terra é tudo o que senhor prometeu, mas existe um problema: a terra devora os seus habitantes, nós não conseguiremos entrar lá, nós morreremos comendo o pó do deserto, pois há gigantes na terra e nós, aos nossos olhos somos como gafanhotos e aos olhos deles também".

Que loucura não irmãos? Homens escolhidos a dedo, príncipes, mas se sentiram diminuídos diante dos gigantes. Mesmo vendo que terra era produtiva, mesmo sabendo que o Senhor já havia lhes prometido não uma mas diversas vezes aquela terra eles escolheram acreditar na síndrome dos gafanhotos e não em Deus. Aqueles homens contaminaram todo o arraial de Israel com seu pessimismo, levando todos aqueles homens a se rebelarem contra Moisés, porque todos foram contaminados pela síndrome dos gafanhotos. Toda aquela multidão perambulou quarenta anos anos no deserto, porque deu ouvidos à voz dos mensageiros do caos e não às promessas do Deus fiel. Vamos entender os sintomas da síndrome dos gafanhotos:

Porém, os homens que com ele subiram disseram: Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós. E infamaram a terra que tinham espiado, dizendo aos filhos de Israel: A terra, pela qual passamos a espiá-la, é terra que consome os seus moradores; e todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura.Também vimos ali gigantes, filhos de Enaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos”. Números 13.31-33

1. Senso de fraqueza - No versículo 31 de Números 33, eles declaram: "NÃO PODEREMOS SUBIR. Este homens anularam a palavra de Deus, duvidaram de Seu poder e só olharam para os obstáculos.

2. Complexo de inferioridade - O texto continua dizendo: "PORQUE É MAIS FORTE DO QUE NÓS".

3. Mensageiros do caos - Diz o versículo 32: "E DIANTE DOS FILHOS DE ISRAEL, INFAMARAM A TERRA". Quando as pessoas estão infectadas por este vírus elas infamam a Deus e dispensa suas bênçãos. Escarnecem da promessa e perdem totalmente o ânimo.

4. Visão distorcida da realidade e fraca auto-estima - O versículo 33 relata: "ÉRAMOS COMO GAFANHOTOS AOS NOSSOS OLHOS E AOS SEUS OLHOS". Estes homens eram príncipes e se encolheram a condição de insetos. Eles viram o problema maior do que realmente era, pois mesmo sendo aqueles homens gigantes, o Deus que os tiraram do Egito era com eles e eles de certo venceriam.

Se você possui um ou mais destes síntomas, cuidado! Você pode estar contaminado pela síndrome dos gafanhotos. No capítulo 14 do livro de Números vemos uma lamentável seqüência de comportamentos totalmente inadequados para aqueles que confiam na promessa de Deus. São os efeitos da síndrome dos gafanhotos:

Então toda a congregação levantou a sua voz; e o povo chorou naquela noite. E todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão; e toda a congregação lhes disse: Quem dera tivéssemos morrido na terra do Egito! ou, mesmo neste deserto! E por que o Senhor nos traz a esta terra, para cairmos à espada, e para que nossas mulheres e nossas crianças sejam por presa? Não nos seria melhor voltarmos ao Egito? Tão-somente não sejais rebeldes contra o Senhor, e não temais o povo dessa terra, porquanto são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o Senhor é conosco; não os temais. Mas toda a congregação disse que os apedrejassemNúmeros 14. 1-3, 9 e 10 (a)

1. Induz o povo ao desespero - No versículo 1 vemos que o povo "CHOROU AQUELA NOITE" claro sinal de que ficaram assombrados, desesperados, sem saída e sem uma luz no final do túnel ao olhar deles.

2. Induz o povo à murmuração - É triste, mas o versículo 2 diz que "TODOS OS FILHOS DE ISRAEL MURMURAVAM...". Na hora das dificuldades, do desespero, aqueles que estão contaminados pela síndrome dos gafanhotos tendem a se virarem contra Deus, atribuindo a Ele a causa de seu sofrimento.

3. Induz o povo à ingratidão - Ainda no versículo 2 aquele povo disse: "ANTES TIVÉSSEMOS MORRIDO NO EGITO". Foram incapazes de se lembrarem da bondade de Deus ao libertá-los da tirania do Faraó.

4. Induz à apostasia e rebeldia - Nos versículos 3 e 10 observamos dois acontecimentos, primeiro o povo diz: "NÃO SERIA MELHOR VOLTARMOS PARA O EGITO". Não há nada que entristeça mais o coração de Deus do que o seu povo arrependido de ter-se voltado à Ele. Não fere mais o coração do que o seu povo desejar voltar atrás, sentindo saudades do Egito. Em um segundo momento, o povo diz: "TODA A CONGREGAÇÃO DISSE QUE OS APEDREJASSEM". Em vez de obedecer a Deus, o povo queria apedrejar a liderança instituída por Deus, claro sinal de rebeldia contra os líderes e principalmente contra Deus. 

5. Induz o povo ao medo do inimigo - o Versículo 9 diz: "NÃO TEMAIS O POVO DESTA TERRA". O medo altera as situações.

Se você tem um ou mais sintomas da síndrome dos gafanhotos e se este vírus infernal tem causado algum destes efeitos em sua vida, o que você deve fazer?

1. Quebrantar-se diante de Deus - "Então Moisés e Arão caíram sobre os seus rostos... e Josué e Calebe rasgaram suas vestes" Números 14.5 e 6

2. Firmar-se nas promessas infalíveis da Palavra de Deus - "A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra muitíssima boa" Números 14.7

De toda aquela geração, só entrou na terra prometida dois dos doze espias. Os únicos dois que resolveram confiar nas promessas do Senhor: Josué e Calebe. A terra prometida não é o deserto! Somos príncipes e não gafanhotos! Há três princípios espirituais que você deve conhecer:

1. Você não é o que você pensa que é.
2. Você não é o que as pessoas dizem que é.
3. Você é o que Deus diz que você é.

Que Deus te abençoe.

Uma decisão que mudança de vidas!

Antes que os espiões fossem dormir, Raabe subiu ao terraço e disse a eles:  — Eu sei que o Senhor deu esta terra a vocês, os...