Qual é o seu nível de intimidade com Deus?


Irmãos e amigos, 
Que a Paz esteja convosco!

Para meditação gostaria refletir com a amada igreja no seguinte texto: "Disse o Senhor a Moisés: Suba o monte, venha até mim, e fique aqui; e lhe darei as tábuas de pedra com a lei e os mandamentos que escrevi para a instrução do povo. Moisés partiu com Josué, seu auxiliar, e subiu ao monte de Deus. Disse ele às autoridades de Israel: Esperem-nos aqui, até que retornemos. Arão e Hur ficarão com vocês; quem tiver alguma questão para resolver, poderá procurá-los. Quando Moisés subiu, a nuvem cobriu o monte, e a glória do Senhor permaneceu sobre o monte Sinai. Durante seis dias a nuvem cobriu o monte. No sétimo dia o Senhor chamou Moisés do interior da nuvem. Aos olhos dos Israelitas a glória do Senhor parecia como fogo consumidor no topo do Monte. Moisés entrou na nuvem e foi subindo o monte. Permaneceu no monte quarenta dias e quarenta noites". Êxodo 24.12-18
Hoje o Senhor quer nos levar a refletir, em uma escala de zero a dez, qual é o nosso nível de intimidade com Deus. Em Êxodo 24, Moisés celebra juntamente com a comunidade dos filhos de Israel, a confirmação da Aliança de Deus com o seu povo. Uma Aliança pautada em admoestações, mas principalmente em promessas para todo o povo. 

A presença de Deus era restrita apenas à Moisés, Arão, Nadabe, Abiú e outras setenta autoridades de Israel; homens estes, que desfrutaram de um privilégio único e inesquecível: Eles viram Deus e o esplendor de Sua glória. Havia uma hierarquia no que se refere à intimidade com Deus nos tempos da Aliança. O povo, sequer poderiam se aproximar de Deus; as autoridades de Israel viram a Deus; mas, Moisés se relacionava com Deus. Desfrutava de um nível de comunhão e intimidade que nenhum outro homem de seu tempo viveu. 

Moisés foi o único que viu Deus em meio às sarças ardentes que não consumiam no monte Horebe. O tratamento de Deus para com Moisés era diferenciado, era superior a todos os demais de seus irmãos e compatriotas. Deus operou grandes sinais e maravilhas em toda a nação através de Moisés, Deus sustentou uma nação no deserto através de Moisés.

Moisés subia ao monte e passava não menos de quarenta dias na presença de Deus. Foi em meio à esta comunhão e intimidade que Moisés recebeu os mandamentos do Senhor! Moisés estava a um braço de distância de Deus ao receber as Tábuas da Lei. O rosto e Moisés resplandecia por conta da Glória de Deus. Foi ali, que Moisés recebeu todas as instruções para a construção do tabernáculo, pois o Senhor deseja também habitar e se relacionar com o seu povo. 

O povo não fez caso da presença de Deus em seu meio. Eles testemunharam todos os milagres e todos os sinais realizados no Egito desde as pragas até o livramento do Mar Vermelho; e depois, viram suas necessidades serem supridas com o maná, as codornizes e água saindo da rocha. Mas o que levou esta nação a murmurar contra Deus e causar a ira de Deus em diversos momentos? A falta de intimidade com Deus! Moisés possuía intimidade com Deus o suficiente para saber que Deus conduziria aquele povo em paz até a Terra Prometida, enquanto o povo sequer sabia quem era o Deus que os havia livrado dos egípcios e o episódio do bezerro de ouro comprova muito bem esta situação. 

Enquanto o povo se preocupa em reclamar e exteriorizar sua insatisfação, Moisés se preocupava em subir o monte, entrar na nuvem de Glória e permanecer horas e mais horas, dias e mais dias na presença de Deus. Enquanto o povo olhava para o cume do monte e via fogo consumidor, moisés vivenciava a plenitude de um relacionamento com Deus. Enquanto os líderes e autoridades viram a Deus, Moisés andava com Deus. 

A que grupo você pertence? Qual é o seu nível de intimidade com Deus? Quantos quilômetros de distância de Deus você se encontra hoje? Você está entrando na nuvem ou está no deserto murmurando? Você está no monte ou no vale?

Que Deus te abençoe.

Abraços fraternais.

Fique por dentro