domingo, 16 de março de 2014

Todo milagre passa pela prova do tempo


“Algum tempo depois, Jesus subiu a Jerusalém para a festa para uma festa dos judeus. Há em Jerusalém, perto da porta das Ovelhas, um tanque que, em aramaico, é chamado de Betesda, tendo cinco entradas em volta. Ali costumava ficar grande numero de pessoas doentes e inválidas: cegos, mancos e paralíticos. Eles esperavam um movimento das águas. De vez em quando descia um anjo do Senhor e agitava as águas. O primeiro que entrasse no tanque, depois de agitadas as águas, era curado de qualquer doença que tivesse. Um dos que estavam ali era paralítico fazia trinta e oito anos”. – (João 5.1-5)

O tanque de Betesda era um lugar muito especial para aqueles que dependiam dele. Era um local em que era concentrada a fé e a esperança daqueles que estavam enfermos, desenganados, desesperados por sua sanidade. Era talvez a última esperança daquele que ouviu do médico: “– Acabou!”. Às vezes passamos por tribulações tão terríveis que nos lançam em uma verdadeira cova.

Visualmente falando, o tanque de Betesda deveria ser um lugar horroroso, dado ao contingente que viviam naquele lugar. Pessoas com enfermidades terríveis... Pessoas morrendo todos os dias a espera de um milagre, pois não era sempre que o anjo movia aquelas águas, era um evento esporádico.


Um daqueles homens que estavam ali era paralítico a 38 anos. A Bíblia não nos revela detalhes, porém destes trinta e oito anos de paralisia, ele poderia estar ali desde os últimos trinta... vinte... dez anos! Ele poderia estar ali desde o primeiro ano de sua paralisia.  A Bíblia nos revela que este homem diz a Jesus, ao ser questionado se ele desejava ser curado, que não havia ninguém que o ajudasse entrar no tanque e quando as águas eram agitadas e que sempre que ele tentava descer ao tanque, alguém passava à sua frente.
      
Você consegue imaginar a vida deste homem? É óbvio, meus irmãos, que ninguém iria ajuda-lo! Aquelas pessoas que ali também estavam não eram aliados e sim CONCORRENTES! Pessoas que também necessitavam de um milagre! Imaginemos que aquele homem chegou ali desde o primeiro ano da paralisia... Imaginem, irmãos, após passados cinco anos e nada acontecer! Ele desistiria? Você desistiria? Imaginem passados 20 anos... Você olha para trás e vê uma vida de sonhos esquecidos, olhar para suas pernas e continuar se arrastando... Você desanimaria? Ele não desanimou e olha que a jornada dele ainda duraria mais 18 anos!

Muitas pessoas hoje, em nossa sociedade, simbolicamente estão se arrastando como aquele paralítico! Pessoas que perderam as forças para caminhar, pessoas que estão caídas, prostradas, sem fé, sem esperança! Pessoas que cederam aos desejos do mundo e que hoje não encontram mais força para seguir em frente... Estão presas ao vício do álcool, das drogas, da prostituição, da depressão! Até querem se levantar e sair da lama, mas não conseguem, não tem forças, estão paralisadas.

Muitas pessoas dentro da Igreja se tornaram religiosas, perderam sua fé e sua espiritualidade, estão prostrada por inúmeras situações e não aceitam mais esta situação, querem se libertar, mas não tem força! Precisam de um milagre!

Aquele paralítico estava vivenciando diariamente a dor, a humilhação, a morte, a miséria e a mendicância (destino de todos na situação dele). Ele estava vivenciando, mas não estava acostumando-se e nem aceitando aquela situação e a prova disso é o fato de mesmo tendo passado trinta e oito anos sem nada acontecer, ele não havia desanimado, pois ainda estava ali, a espera de um milagre!

Todo milagre passa pelo teste, pela prova, pela resistência do tempo! Não tem dia, não tem hora. O nosso calendário é um calendário pagão, criado pelo Papa Gregório IX para eternizar os costumes e as tradições romanas. Deus não se guia pelo nosso calendário, o nosso calendário não é o calendário de Deus! Quantos anos você está disposto a aguentar firme? – Pergunta o Senhor para mim e para você neste momento! Porque de nada adiantaria aquele homem ficar trinta e sete anos e onze meses naquele lugar e de repente no último mês ele desanimasse e mesmo se arrastando fosse embora! Ele perderia o milagre!

O que aquele homem não imaginaria naquele dia aquele que estava em Jerusalém era maior do que o anjo que agitava as águas do tanque de Betesda! Era o Deus vivo, que colocou fim a quase quarenta anos de humilhação e sofrimento. O Deus filho ordenou que aquele homem pegasse sua maca e andasse e assim ocorreu! Depois de 38 anos de sofrimento, aquele homem saiu do tanque de Betesda com suas próprias pernas.

Deus vai te levantar! Deus vai te tirar do chão, te tirar da humilhação, te tirar do sofrimento e da zombaria! Deus vai romper todas as algemas! Creia, não desanime, não desista, resista! Quantos anos vocês está disposto a esperar e aguentar firme? Não se esqueça, não importa para Deus como você irá começar, importa como você irá terminar!

Que Deus te abençoe e te dê uma semana Gloriosa!
Que Deus abençoe a sua casa, a sua vida, a sua família, o seu trabalho!

Fábio Luiz.


Não desista

Elisama Figueiredo