quarta-feira, 29 de julho de 2015

Características de um verdadeira crescimento

Amados irmãos, 
Que a Paz esteja convosco 

Encerramos hoje o último estudo desta série sobre crescimento espiritual. Deus quer fazer algo novo na sua vida e proporcionar um novo tempo para a Sua Igreja. Estamos sendo preparados para isso e eu tenho certeza de que a partir de hoje, se você praticar estas três mensagens que foram ministradas, sua vida espiritual passará por um salto gigantesco. 


“Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento”. Hebreus 5.12

O Novo convertido geralmente se mostra interessado no seu crescimento espiritual, e alcança a graça do Senhor Jesus Cristo e a poderosa ajuda do Espírito. Este é um procedimento que deve ser adotado por todos os cristãos! Os novos convertidos e principalmente aqueles que já estão a muitos anos na caminhada. Devemos buscar este crescimento sempre.

É necessário que esta vontade seja constante para que nós não nos tornemos “meninos” na fé, que precisa estar continuamente aprendendo os princípios básicos da Palavra de Deus. Ao contrário, devemos prosseguir no crescimento espiritual, alcançando assim outros estágios de desenvolvimento.

Vejamos agora algumas características de um crescimento genuíno: 

1. Participação nas verdades profundas da Palavra

Hebreus 6.1 e 2 diz: “Por isso, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até à perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus, e da doutrina dos batismos, e da imposição das mãos, e da ressurreição dos mortos, e do juízo eterno”. Ao crescer no entendimento da Palavra, aprende-se à aplicá-la à vida diária, sabendo discernir entre o bem e o mal. Nessa fase do crescimento, o cristão precisa nutrir-se com o “alimento sólido”, isto é, precisa procurar conhecimento e aplicação das realidades mais profundas acerca de Cristo. O alvo final será a própria perfeição. 

2. Seguir as veredas da justiça

Provérbios 12.28 diz: “Na vereda da justiça está a vida, e no caminho da sua carreira não há morte”. O escritor da epístola aos Hebreus dá uma ênfase especial à maneira de o cristão seguir o caminho certo: “Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus”. Hebreus 12.1-2

Existem três aspectos importantes que devemos nos atentar nesta passagem:

I. Grande nuvem de testemunhas: Estas testemunhas estão descritas no capítulo anterior e significa que devemos olhar o exemplo delas. Exemplo de fidelidade, sacrifício, fé, coragem, amor e perseverança. Mesmo sofrendo adversidades eles permaneceram fiéis até o fim.

II. Deixar todo o embaraço: Todo cristão é continuamente assediado pelo pecado. Muitas pessoas se convertem, mas ainda continuam presas em algumas situações que impedem sua caminhada. São os embaraços que não permitem ao cristão dar passos firmes e seguros. É preciso acreditar no poder do Espírito Santo. Ter fé para desvencilhar de tudo o que venha trazer dificuldade na vida espiritual.

III. Olhar para Jesus: Ele é o autor e consumador da nossa fé. Essa visão só acontece através da fé. Por fé, o cristão pode olhar para Jesus e seguir o seu exemplo.

3. Arraigados em Cristo

Efésios 3.17 diz: “Para que Cristo habite pela fé nos vossos corações; a fim de, estando arraigados e fundados em amor”. Para o cristão crescer continuamente até chegar à perfeição é importante que aconteçam três situações:

I. Que Cristo habite em seu coração: Isso significa a permanência de Jesus: fazer morada, sentir-se em Sua própria casa. Quando se mora com alguém, as coisas são feitas em comum, com participação, com relacionamento íntimo.

II. Que esteja arraigado em Deus: Quando uma árvore tem suas raízes plantadas profundamente, os temporais chegam e passam por ela sem que ela se abata. Além de se manter firme, ela tem a possibilidade de encontrar abundância de água e alimento para sustentar-se. O Cristão é comparado com uma árvore! Para o cristão ser cheio do poder e alcançar vitórias, é preciso profundidade espiritual.

III. Que seja fundamentado no amor: O alicerce do cristão é o amor. Dele partem todas as demais virtudes. O amor é o princípio e o fim do plano de salvação para a humanidade. Quem edifica sua casa espiritual no amor pode ter certeza que será capaz de vencer todas as tentações, seguir de força em força e estar sempre florescente. Portanto alcançará a perfeição em Cristo Jesus.

Deus há de conceder a Sua graça a cada cristão que procura, com diligência, o crescimento espiritual. Ele é capaz de fazer muito mais do que aquilo que pedimos.

Quando fazemos a nossa parte, mesmo que seja com dificuldades, Ele está pronto a nos dizer: “Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça”. Isaías 41.10.

Que Deus te abençoe e te proporcione um grande crescimento.