segunda-feira, 15 de julho de 2019

sábado, 13 de julho de 2019

Seja bem-vindo (a) ao Frutos de Justiça!

Mudança. 

Palavra dolorosa, incomoda, por muitas vezes odiadas, que nos tira do comodismo, de nossa zona de conforto. Tão certo quanto o fato de que um dia este corpo mortal descerá à sepultura é o fato de que a nossa vida passará por mudanças. 

Mudar é necessário! Mudar faz parte do crescimento, da aprendizagem e do próprio processo de amadurecimento. Por mais que uma mudança, muitas vezes pode parecer assustadora, ela é quase que na maioria das vezes inevitável. A nossa vida é uma sequência de aprendizagens. É uma sequência de acertos e erros. É uma sequência de altos e baixos. 

Abraão, em uma dada fase de sua vida, foi chamado por Deus à uma mudança. Uma mudança que o levou ao desconhecido, guiado pelo próprio Deus. Direcionado por uma promessa. Diferente, José, foi forçado a uma mudança que o arrancou dos seios de sua família, e que o guiou para um futuro grandioso projeto.

Eu gosto muito dos aparelhos modernos de GPS. O programamos para nos levar a um destino. Ele traça a melhor rota para chegarmos até lá. A rota muitas vezes é cheia de percalços. Nem sempre o caminho é uma linha reta. Nem sempre a estrada é plana. Muitas vezes é custoso  e incomodo, mas a rota do GPS continua sendo o melhor caminho. As vezes entramos em alguma rua que irá nos tirar da direção que levará ao nosso destino, e rapidamente aparece no GPS a mensagem: "Recalculando a rota...". É assim que funciona a nossa vida espiritual: a eternidade é o nosso destino e a Bíblia é o nosso GPS. 

Nada pode atrapalhar a nossa chegada!

Ao longo da nossa caminhada, aprendemos muitas coisas. Criamos juízo de valores que nos convence de que estamos no caminho certo. E as mudanças que Deus provoca, ao longo de nosso percurso, servem justamente para nos provar que quem dirige a nossa vida é Ele. Não há como resistir ao Todo-Poderoso. 

Naturalmente, quando percebemos inconsistências em nossa rotina, em nossa vida espiritual e em nosso ministério imediatamente recalculamos a rota e procuramos nos alinhar a ela para dar continuidade em nossa caminhada. Quando percebemos que a semente que estamos lançando não produz os frutos que esperamos, automaticamente mudamos a semeadura. 

Esse é um dos grandes segredos de nossas vidas! É preciso aprender, desaprender e reaprender! Se o caminho que estamos trilhando não nos direciona à maturidade espiritual que queremos desenvolver, precisamos avaliar se o caminho que estamos é realmente o certo ou se precisamos recalcular a rota. 

Neste sentido nasce a mudança!

Seja a mudança que sua vida necessita! 

Não espere que as coisas mudem se você cultiva sempre o mesmo!

O Frutos de Justiça está mudando! Mude você também! Faça parte desta mobilização. 

Abraços fraternais,

Prof. Fábio Luiz de Souza
Presidente.



Quero ler toda esta mensagem.