domingo, 16 de abril de 2017

Pesach



Graça e paz para todos irmão,
 
Hoje é domingo de Páscoa é um dia muito especial para os judeus e para os cristãos. O verdadeiro  significado da Páscoa não tem nada a ver com coelhinho e ovo de chocolate . De você gostaria de saber qual é o verdadeiro significado da páscoa continua lendo essa mensagem? 
Vocês o guardarão até o dia catorze deste mês, e na tarde desse dia todo o povo israelita matará os animais. Pegarão um pouco do sangue e o passarão nos batentes dos lados e de cima das portas das casas onde os animais vão ser comidos. 
Êxodo 12:6‭-‬7.

Quando, o povo de Israel estava sofrendo nas mãos do povo egípcios. Deus decidiu  liberta o seu povo e por isso, Deus mandou dez pragas para atormentar o povo egípcio. Essa era última praga que  que Deus mandar ir para a terra do Egito. 

Deus mandou o seu povo se preparar para sair da terra da escravidão para terra da liberdade. A palavra em hebraico é pesach o significado da palavra Páscoa. A Páscoa é até hoje a festa do povo judeu mais importante, ela é comemorada no mês Nisã, para nós veado de Abril e Maio. Toda família tinha que separar um Cordeiro até o décimo quarto do mês  de Nisã. 

E nesse dia que tinha que comer o Cordeiro em família, e se a família fosse pequena tinha que chamar o vizinho mais próximo para comer com você. Mostra a comunhão que a Igreja de Cristo tem que ter e também revela que a salvação é para todos. Ser sobrasse partes do cordeiro tinha que ser queimado, nos  mostra que o sacrifício foi completo. Assim aponta para o futuro o sacrifício Jesus Cristo fez por todos seria completo também! 

Eles tinha que retirar todo o sangue do cordeiro e passar nos batentes da porta  quando, o Anjo da Morte passasse por ali, ele não mataria os filhos do povo hebreu. Aquele sangue significava que foi trocado uma vida pela outra. Foi isso, que Jesus fez por mim e por você naquela cruz do Calvário. 

Quando, eles comece-se o cordeiro tinha que comer junto com pão sem fermento, isso significado muito importante. O significado é o povo estava santificando. O fermento na Bíblia significa pecado por isso, que ele tinha que comer o pão sem fermento. Eles estava saindo de uma vida de escravidão mas também indo encontro a santificação.
 
A lei veio para aumentar o mal. Mas, onde aumentou o pecado, a graça de Deus aumentou muito mais ainda. E isso aconteceu a fim de que, assim como o pecado dominou e trouxe a morte, assim também a graça de Deus, que o leva a aceitar as pessoas, dominasse e trouxesse a vida eterna. Essa vida é nossa por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. 
Romanos 5:20‭-‬21 NTLH 

Junto com os pães sem fermento  ele tinham que comer ervas amargas junto com o cordeiro, para nunca se esquecer dá a onde Deus o tirou de uma vida de escravidão e sofrimento. Nós que somos da igreja sempre devemos lembrar todo dia da onde o senhor Jesus nos tirou. 

A meia noite o Anjo da Morte passou na Terra do Egito matando todos os primogênitos enviou aos egípcios,  mas os filhos  hebreus foram poupados, pois, ele tinha a marca do sangue do cordeiro. Nós também temos a marca do cordeiro que foi levado ao matadouro, o cordeiro foi Jesus ele decidiu sacrificar a sua própria vida por amor a você e a mim. Então, hoje é domingo dia de culto vamos cultuar a Deus como nunca. Vamos celebrar a Páscoa na casa de Deus e agradecemos por tudo que foi feito a nossa vida.
 
Que Deus abençoe a sua vida e a sua família. 

Feliz Pesach! 






Leia Mais
Share:

domingo, 9 de abril de 2017

Batalha Espiritual


INTRODUÇÃO

O diabo não vem senão para matar, roubar e destruir. Ele odeia o homem porque este foi criado à imagem e semelhança de Deus. O Diabo não escolhe idade nem respeita ninguém. Portanto, o crente deve estar preparado para lutar contra os principados, o príncipe das trevas deste século e as hostes espirituais da maldade.

GUERRA  É:
Luta armada entre nações ou partidos. Conflito, combate, peleja, oposição, hostilidade.


I. NA BATALHA ESPIRITUAL TEMOS DE CONHECER O INIMIGO

Na Bíblia, ele é mencionado como:
1.1 — Pai da mentira
Esta paternidade é única. Somente ele recebe (João 8.44).
1.2 - Diabo
É aquele que divide, calunia, separa. É o espírito supremo do mal. Homicida (João 8.44).
1.3 — Belial
Aquele que é indigno. Perverso (2 Coríntios 6.15).
1.4 — Dragão
Tem asas de águia, patas de leão e cauda de serpente (Apocalipse 12.9). Satanás tem agilidade, força e sagacidade.
1.5 — Satanás
Quer dizer adversário. Ele é o inimigo do homem e de Deus (1 Pedro 5.8; Apocalipse 20.2).
1.6 — Maligno
Aquele cuja essência do seu caráter é má (1 João 5.18,19).
1.7— Príncipe das potestades do ar
‘Segundo o qual em outro tempo andastes” (Efésios 2.2).
1.8 — deus deste século
Ele cegou o entendimento dos incrédulos (2 Coríntios 4.4). 

Quer aprender montar pregações e estudos da biblia? Clique aqui ENTÃO

II. ALGUMAS ARMAS UTILIZADAS POR SATANÁS:

2.1 —A astúcia (2 Coríntios 11.3);
2.2 —A vontade da carne (Efésios 2.3);
2.3 –A fúria (Mateus 8.28);
2.4 — O suicídio (Marcos 9.21,22);
2.5 — O engano (Apocalipse 12.9);
2.6 — A língua (Tiago 3.8-11).

III. OS NÍVEIS DE BATALHA ESPIRITUAL:

3. 1 — Nível individual
Quando Judas traiu Jesus, Satanás estava presente e conhecia o seu coração (Lucas 22.3).
3.2 — Nível coletivo
O diabo procura atingir a igreja e a família (Atos 5.1-11).
3.3 — Nível local
O Diabo sabe o nome da rua e o bairro onde o crente mora. Ele também atua nessas regiões (1 Pedro 5.8).
3.4 — Nível nacional
É desejo de Satanás que o povo permaneça na miséria, e o país entre em colapso político, econômico, moral e espiritual (Apocalipse 20.2,3).
3.5 — Nível espiritual
O anjo trouxe a resposta a Daniel no 21° dia dc jejum deste profeta, porque foi travada uma batalha espiritual entre Miguel e Satanás, que impedia que a resposta à oração de Daniel chegasse a ele (Daniel 10.12,13). Essa batalha aconteceu no mundo cósmico.

IV. ORDEM HIERÁRQUICA DO REINO DAS TREVAS

Os demônios estão organizados em:
4.1 — Principados e potestades
Demônios que comandam milhares de outros demônios (Efésios 6.12).
4.2 — Príncipe das trevas
Este trabalha diretamente contra o Reino de Deus e a Igreja (Daniel 10.13; João 16.11).
4.3 — Hostes espirituais  da maldade
Estão preparados para atacar a qualquer hora e em qualquer
lugar onde a batalha for mais renhida.
4.4 — Entidades malignas
Eles provocam as guerras entre as nações (Lucas 21.10). Atacam pessoas, famílias, cidades e países.
4.5 — Reino das trevas
É uma organização de demônios que trabalha unida (Mateus 12.25,26).

V. SEIS VERDADES SOBRE A BATALHA ESPIRITUAL:

5.1 — Satanás já foi derrotado por Jesus
Maior é o que está em nós (1 João 4.4).
5.2 — O crente está debaixo do senhorio de Deus
A Bíblia usa termos figurados para falar sobre a proteção de Deus à Sua Igreja (Salmo 9 1.4-10).
5.3 — Nada pode derrotar o crente
Se Deus é por nós, quem será contra nós? (Romanos 8.31-39).

EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL

Uma das experiências mais fortes que tive foi quando lutei das 13 horas às 18h30 para expulsar uma casta de demônios do corpo de um rapaz. Chegou um momento em que percebi que eu não tinha mais força e sentei-me, fragilizado. Quando os demônios perceberam a minha fragilidade, sentiram-se numa posição superior à minha. Deram um salto e falaram: Você não pode conosco. Vamos matá-lo’
Mas o Espírito Santo falou ao meu coração: “Diga para o diabo que, se ele passar por cima de quem está com você, ele lhe tocará’: Quando eu falei isso, o endemoninhado foi abaixando as mãos e arriando o corpo, e disse: “Eu não posso’ E o rapaz ficou liberto. 

O Diabo não pode nos tocar porque temos a marca do sangue de Cristo.
5.4 —A Igreja é um. testemunho vivo
O diabo conhece o poderio e a soberania da Igreja de Cristo
(Efésios 3.10,11).
5.5 — O diabo será derrubado definitivamente
Ele nunca mais poderá nos atacar (Apocalipse 12.10).
5.6—A nossa luta contra o inundo espiritual não é contra a carne
e o sangue (Efésios 6.12).

VI. LINHAS DA BATALHA ESPIRITUAL

Há três fatores vitais em uma guerra espiritual: a linha de frente, a retaguarda e a linha de suprimento. Não podemos pelejar contra o Diabo na linha de frente, se a nossa retaguarda estiver desprotegida.

NOTA CULTURAL
Em 1973, as nações árabes resolveram fazer um ataque de surpresa contra os judeus no dia em que estes festejavam o Yom Kippur o dia mais solene do culto festivo anual de Israel, que é dedicado à limpeza e à recuperação da pureza espiritual com a prática do jejum e da oração.
Conta à história que foi exatamente neste dia, quando os judeus estavam, desprevenidos, que o Egito montou uma estratégia de guerra. Atravessou o canal de Suez e pressionou os israelitas pela linha de frente para retomar a península do Sinai que ele havia perdido na guerra de 1967.
Porém, o exército egípcio acabou cercado pelos israelitas, que deram a volta pelo Kairo e o atacaram por trás não lhe dando nenhuma chance de defesa. Tudo isto porque os egípcios atuaram muito bem na linha de frente, mas deixaram a retaguarda sem proteção.

VII. CINCO ARMAS PESSOAIS QUE DEVEM SER USADAS NA GUERRA ESPIRITUAL, E QUE NOS AJUDAM NA LINHA DE FRENTE, NA RETAGUARDA, E NA LINHA DE SUPRIMENTO:

7.1 — O nome de Jesus Cristo (Marcos 16.15)
NA LINHA DE FRENTE: o crente expulsa os demônios em nome de Jesus (Marcos 16.L7b).
NA RETAGUARDA: Os crentes “...pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera não fará dano algum...” (Marcos 16.18a).
NA LINHA DE SUPRIMENTO: Os crentes “...falarão novas línguas...” (Marcos 16.17c).
7.2 — O sangue de Jesus (Apocalipse 12.11)
NA LINHA DE FRENTE: Os crentes “...venceram pelo sangue do Cordeiro...” (Apocalipse 12.lla).
NA RETAGUARDA. Os crentes foram comprados com o precioso sangue de Jesus (1 Pedro 1.18,19), e o Diabo não os pode tocar.
NA LINHA DE SUPRIMENTO: o sangue e o corpo de Jesus são bebida e comida (João 6.53-56). O sangue é a principal via de nutrientes para as células. O sangue de Jesus Cristo também é o principal meio para que a Igreja seja fortalecida. É por isso que a Igreja tem vencido o maligno.
7.3 — O escudo da fé (Efésios 6.16)
NA LINHA DE FRENTE: a fé é a vitória que vence o mundo (1 João 5.4).
NA RETAGUARDA: a fé é o escudo que nos protege dos dardos inflamados do maligno (Efésios 6.16).
7.4 —A Palavra de Deus (Efésios 6.1 7b)
NA LINHA DE FRENTE: Jesus citou a Palavra de Deus para atacar Satanás (Mateus 4.1-10).
NA RETAGUARDA: a Palavra de Deus é uma arma de defesa. Jesus também se defendeu de Satanás (Mateus 4.1-10).
NA LINHA DE SUPRIMENTO: a Palavra de Deus é mais doce do que o mel (Salmo 119.103).
7.5 —A intercessão
Esta é uma arma fundamental que muitos crentes têm desprezado. Significa pedir, rogar, clamar por outrem. Os princípios da intercessão:
1) quando obedecemos à Palavra de Deus, a oração é respondida (Mateus 6.5,6);
2) quando intercedemos por alguém, estamos concordando com ele (Mateus 18.19);
3) quando oramos por alguém, isto tem poder (Tiago 5.16);
4) quando oramos por algum irmão, estamos demonstrando que participamos da Igreja, que é o Corpo de Cristo, e que nos preocupamos com ele (1Coríntios 12.26); 5) quando oramos, estamos cumprindo o grande mandamento da Bíblia, que é amar a Deus e ao próximo (Mateus 22.37-39).
NA LINHA DE FRENTE: quem ora está combatendo (Romanos 15.30).
NA RETAGUARDA: a igreja fazia constante oração por Pedro, que estava preso (Atos 12.5). Jesus usou a Palavra de Deus para atacar Satanás (Mateus 4.1-10).
NA LINHA DE SUPRIMENTO: a igreja orou para que a porta da Palavra se abrisse para Paulo Colossenses 4.3). Precisamos ajudar os pastores em oração, pois o Diabo quer ridicularizar a Igreja.

CONCLUSÃO

Quando Satanás passa pelo mundo e vê os prostibulos, as maldades, a pornografia, a licenciosidade etc, diz: “Isto tudo me pertence”. Porém, quando o diabo depara-se com a Igreja de Cristo, lembra-se de que tem alguém mais forte do que ele. Isto é o que quer dizer Paulo em Efésios 3.10: “...para que, agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida de todo o principado e potestade...” Existe Alguém mais poderoso que desfaz as obras do Diabo (1 João 3.8)










Leia Mais
Share:

domingo, 2 de abril de 2017

#ProjetoDeVida2017 #ProjetandoAbril #Obediência

Amados irmãos,
Que a paz esteja convosco!

Iniciamos ontem o nosso mês de Abril e como sempre fazemos, neste primeiro domingo do mês eu quero ministrar sobre a sua vida uma nova chave para o Reino de Deus, dentro do nosso Projeto de Vida 2017. Vamos iniciar com uma leitura do texto da Palavra do Senhor que encontra-se em Josué 1.7: "Somente seja forte e muito corajoso! Tenha o cuidado de obedecer a toda lei que o meu servo Moisés lhe ordenou; não se desvie dela, nem para a direita nem para esquerda, para que você seja bem-sucedido por onde quer que andar".


Deus tem me conduzido a revistar a história de Josué com muita frequência nestes últimos dias. Eu ouvi muitos pregadores dizerem que devemos ignorar a Lei, pois a Lei foi abolida por Jesus. Eu posso estar errado, mas o meu entendimento sobre a Lei é um pouco diferente do que muitas pessoas pessoas tem pregado, pautadas pelo senso comum. 

Primeiramente, é preciso compreender que em nenhum lugar da Bíblia está escrito que devemos ignorar a Lei, e tampouco está escrito que Jesus a aboliu. No Evangelho segundo Mateus 5.17 e 18, está escrito que o Senhor Jesus cumpriu toda a Lei. 

Em segundo lugar, eu compreendo que quando Paulo diz na carta aos Romanos 6.14, que não estamos debaixo da Lei e sim da Graça; ele está se referindo à Graça Salvadora de Jesus Cristo que provoca a transformação interior do ser humano, trazendo consigo uma regeneração do espírito humano. Quando somos regenerados, a Graça regenera diariamente a nossa mente e o nosso coração, transformando-nos em uma nova criação. Por esta razão, o amor de Cristo está implícito em nós de tal maneira que não precisamos de uma Lei reguladora de comportamento, uma vez em que nossas atitudes andam naturalmente em conformidade com o padrão ético estabelecido pelo Reino de Deus.

Vou dar um exemplo mais claro para você compreender o que estou falando... A Lei que prevê uma punição para o roubo se aplica à ladrões e não à cidadãos íntegros. Quem é íntegro não necessita de uma lei que o proíba de roubar, pois mediado pelo seu caráter, ele não fará isso. Da mesma forma, quando encontramos a Cristo, somos transformados à Sua Glória e o pecado não faz mais parte de nosso ser regenerado, portanto é desnecessária uma Lei, uma vez em que as atitudes benditas são naturais em nossa nova realidade. 

Perceba que esse raciocínio traz uma nova conotação à Lei; ou seja ela não é anulada em nenhum momento, mas torna-se desnecessária em nós pela Graça de Cristo. Se escolhermos (e espero que ninguém faça isso) sair da presença de Deus e vivermos de acordo com nossos desejos e impulsos carnais, voltamos à velha realidade de pecado e portanto, novamente, estaremos debaixo da Lei. Em outras palavras, a Lei não se aplica à quem tem uma vida reta e íntegra, pois esta pessoa não precisa dela. 

E como manter esta soberana Graça sob nossas vidas? 

Moisés estava morto! Atrás de Josué e dos israelitas estava o deserto, onde Deus os sustentara com provisão sobrenatural. À sua frente estava a terra que Deus lhes prometera. Quando se preparavam para atravessar o Jordão e tomar posse da terra, Deus colocou uma poderosa chave de acesso nas mãos de Josué.

Deus ordenou a Josué que concentrasse a visão espiritual nos mandamentos que Ele lhes dera e não se desviasse da Lei nem para a direita nem para esquerda.

A chave de acesso à Terra Prometida para os israelitas era obediência. Deus completa, ainda, no versículo 8, que se Josué obedecesse aos seus mandamentos "então os seus caminhos prosperariam e ele seria bem-sucedido". Josué tomou posse desta chave de acesso, e Deus derramou as bênçãos prometidas sobre ele e os israelitas. Josué guardou todos os mandamentos que Deus transmitira por meio de Moisés e como resultado desta obediência, Josué conduziu os israelitas para a vitória. Deus estava com eles e deu-lhes força para tomar posse da Terra.

Respondendo a pergunta iniciada anteriormente, como manter esta soberana Graça sob nossas vidas e não cair novamente debaixo da Lei? Através da Obediência à Palavra de Deus. Hoje, não vivemos debaixo da Lei, mas Deus ainda se comunica comigo de muitas formas, e a maior delas é através da Palavra. 

Jesus obedeceu até morte. Se você andar em obediência à Deus e à sua Palavra, você colherá as Suas bênçãos. Deus está comprometido com você por meio da Palavra dEle. Nenhuma das promessas que Ele fez aos seus filhos falhará! 

A obediência é uma poderosa chave de acesso ao Reino de Deus!

Escolha obedecer!

Um excelente e abençoado mês a todos!

Saudações fraternais, 
Prof. Fábio Luiz



Leia Mais
Share:

Fique por dentro